IMG_4915.1

Um dia inteiro para refletir o empreendedorismo no município de Simões Filho, assim foi o lançamento do projeto “Mercado de Oportunidades”, nesta sexta-feira (23), na sede da Associação Cidade da Criança, instituição que trabalha em prol da comunidade simõesfilhense há mais de 30 anos e já auxiliou mais de 35 mil famílias.

Ao apresentar o projeto para a comunidade e autoridades presentes, a engenheira agrônoma, Sra. Maria Elisabeth Detert, presidente da Associação de Desenvolvimento Solidário e Promoção da Vida – Rede Solivida contou um pouco sobre a história de criação da Rede e da importância do projeto “Mercado de Oportunidades” com ênfase desse senso de cooperação. “Estamos muito felizes em receber o poder legislativo, executivo, representantes de ONGs e a comunidade de Simões Filho na Cidade da Criança, como participantes desse evento. Nosso projeto foi implantado no Maranhão, Piauí e Bahia justamente por acreditarmos numa construção coletiva e cooperativista no Nordeste”.

Refletindo o consumismo atual, a doutora em Desenvolvimento Regional e presidente da Cidade da Criança, a Sra. Ivonita Alves, apresentou a palestra Comi o que não escolhi e comprei o que não necessitei.  “O consumo consciente é o ato mais político e engajado que podemos adotar para alterar a realidade das coisas, ele será um enorme aliado para as novas gerações, pois vivemos um tempo de coisas e vontades voláteis”, relatou.

Representando o prefeito Diógenes Tolentino no seminário, o vereador Edson de Santana (Kipão), afirmou a vontade de ser um grande parceiro da instituição e de muitas outras ONGs do município. “Acredito que o prefeito ficará muito feliz ao ouvir sobre o projeto apresentado pela Cidade da Criança, espero que possamos ser parceiros nesta e em outras muitas empreitadas”, ressalta.

Trabalhando os últimos 10 anos na Cidade da Criança e reconhecendo a importância do projeto “Mercado de Oportunidades”, a assistente social Andrea Pereira, atual secretaria de Desenvolvimento Social e da Cidadania de Simões Filho ressaltou a felicidade de ver o projeto chegar ao município. “Tudo que a nossa cidade precisa é de oportunidade, toda cidade precisa de trabalho e renda”.

A única vereadora de Simões Filho e atual primeira dama, a Sra. Kátia Cristina Oliveira iniciou sua fala propondo mudanças de representatividade a serem implementadas no legislativo e logo depois relatou um caso pessoal com o consumo, após adquirir sapatos numa liquidação. “Minha filha de 22 anos questionou a necessidade daqueles sapatos, talvez se antes tivesse assistido à palestra de Ivonita, teria pensando mais num consumo consciente”, brincou.

Após uma tarde de muitas discussões junto à comunidade, foi percebido por todos os presentes que independente da aérea – entretenimento, do artesanato e inclusive da horticultura -, as dificuldades e vontades de todos côngrua nos mesmos objetivos, oportunidade para empreender possibilitando a venda dos produtos. “Percebemos em todos vontade de crescimento, devemos então ultrapassar essa barreira, somos capazes e temos muitos potenciais, precisamos pensar em conjunto como construir um diálogo de empreendedorismo e consumo em Simões Filho”, concluiu Ivonita.

Também estiveram presentes os vereadores Manoel Carteiro e Manoel Almeida (Neco), a Sra. Marta França, auditora fiscal que acompanhará o projeto, a Irmã Beatriz das Irmãs de Santa Cruz e o chefe de gabinete, o Sr. Sharlison Macêdo representando o vice-prefeito Sidnei Serra.

O projeto “Mercado de oportunidades” é apoiado pelo BMZ (Ministério Federal Alemão de Cooperação Econômica e Desenvolvimento) e a ONG alemã Aktionskreis Pater Beda e busca a produção sustentável, a comercialização cooperativista, a formação política sobre alternativas de renda, o consumo consciente e economia solidária no Nordeste do Brasil e terá a duração de dois anos em 7 entidades parceiras nos estados do Maranhão, Piauí e Bahia, que juntas trabalharão para desenvolver o cooperativismo e a economia solidária no nordeste brasileiro.